Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Três Mãos

A três mãos se escreve, a dois olhos se lê, a um o pensamento que perdura

De madrugada!

(Ao Bata e Batom no seu primeiro aniversário!)

 ... Retalho anterior

 

O telemóvel tocou na sala. Acordou sobresssaltada e olhou para o relógio: 4 e 12 minutos.

- Quem será? - perguntou a si mesma deveras contrariada.

Levantou-se, foi ao sofá onde o aparelho repousava, pegou nele olhou para o visor e percebeu um número muito longo.

- Isto é lá de fora... Quem será?

Atendeu:

- Estou quem fala?

O som era sofrível, mas escutou alguém a chamar pelo seu nome em tom sumido:

- Amélia?

- Sou... Quem fala?

- Lídia... Preciso da sua ajuda.

O barulho impedia de ouvir melhor:

- Doutora Lídia...mas ... mas... Está lá... está...

O telefone desligara-se. Num ápice dirigiu-se ao quarto e acordou o marido:

- Ju acorda. Acorda Ju!

Este tinha um sono pesado e foi com alguma dificuldade que a secretária acordou o seu companheiro.

- Hã, hã que se passa? 

- Preciso que me ajudes...

O homem ergueu-se devagar da cama ainda tonto de sono e perguntou à mulher:

- O que se passa Amélia?

- Não ouviste o telemóvel tocar?

- Não... Estava dormir!

Amélia ainda olhava o telemóvel e finalmente declarou:

- Lembras-te daquela Doutora que saiu da empresa assim sem mais nem menos?

- Quem? A "Peste"?

- Essa mesmo.

- Mas ela não morreu?

- Não.Só se sabe que estava naquele avião que desapareceu há umas semanas. Era ela ao telefone... A pedir-me ajuda.

- A pedir-te ajuda? Lá do Céu? A crise também lá chegou?

- Não gozes homem, por favor. Era ela de certeza, conheci-lhe a voz... E agora que faço?

Jurlindo não estava com grande paciência para ouvir histórias. Mesmo assim devolveu:

- Vai à polícia e diz-lhe o que ela te disse.

- Mas achas que alguém vai acreditar em mim?

- Sei lá... eu já acredito em tudo... Desde que o JJ foi para o Sporting...

- Bolas homem só pensas em bola. Olha que isto é um assunto sério.

O homem levantou-se e foi até à janela do quarto. Olhou a madrugada, voltou para a cama e declarou :

- Daqui a pouco nasce o dia e tenho de ir trabalhar... Andas a ver muitas telenovelas. Deita-te mulher...

- Não. Já que não queres saber vou eu tratar do assunto. E é já!

Dirigiu-se à casa de banho e foi tomar banho. O homem voltou a sair da cama e seguiu a mulher:

- Onde vais a esta hora?

- Ao único local onde são capazes de acreditar em mim...

- E isso é onde?

- Vou à televisão!

 

Retalho seguinte...

6 comentários

Comentar post